Traumas da face

Revisão de cicatrizes

Os traumas de face podem ser divididos basicamente em fraturas de face, em que os ossos da face são acometidos; e ferimentos de partes moles, em que não há envolvimento de tecido ósseo. As fraturas mais frequentes são as dos ossos nasais e de mandíbula, seguidas pelas fraturas de órbita (osso que envolve os olhos). Os ferimentos de partes moles da face são mais comuns nos lábios, orelhas, mento (queixo) e sobrancelhas, e são causados por quedas, acidentes profissionais e por mordidas de animais.